MENU

26/01/2021 às 18h40min - Atualizada em 26/01/2021 às 18h38min

PREFEITURA PROSSEGUE VACINAÇÃO CONTRA COVID-19 EM GRUPOS PRÍORITÁRIOS

Nesta terça-feira, 26/01, receberam a dose da vacina contra a Covid-19 os profissionais de saúde, idosos em instituições de longa permanência, indígenas e pessoas com deficiências institucionalizadas.

by Editorial Maricá - Exclusiva
SECOM - Assessoria de Comunicação
Fotos: Evelen Gouvêa

A Prefeitura de Maricá prossegue a vacinação dos integrantes do grupo prioritário estabelecido pelo Ministério da Saúde. Nesta terça-feira, 26/01, receberam a dose da vacina contra a Covid-19 os profissionais de saúde, idosos em instituições de longa permanência, indígenas e pessoas com deficiências institucionalizadas.

A vacinação utilizou doses da Coronavac, medicamento produzido pelo Instituto Butantan em parceria com a farmacêutica chinesa Sinovac. A Prefeitura inicia a vacinação com as doses da AstraZeneca nesta quarta-feira, 27/01. Ao todo, 1.540 doses serão aplicadas nos profissionais de saúde da linha de frente que ainda não receberam o medicamento.

Desde o início da aplicação da vacina no dia 19 até o dia 26/01, já foram imunizados 1.065 integrantes do grupo prioritário estabelecido pelo Ministério da Saúde (MS), dentro do Plano Nacional de Imunização (PNI): Profissionais de saúde (910); Indígenas (44), idosos nas Instituições de Longa Permanência (111).


Os profissionais de saúde que receberam a primeira dose da vacina foram os componentes da Rede de Urgência e Emergência (RUE) do município, que é composta pelo Centro de Testagem e Acompanhamento (CTA); hospitais municipais Conde Modesto Leal e Dr. Ernesto Che Guevara; Polos do Centro, de Inoã e Itaipuaçu; Polo de Atendimento de Santa Rita, Upa de Inoã, e Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu). Vale destacar que apenas os profissionais de saúde da linha de frente estão sendo imunizados, e não os administrativos (que não transitam em áreas mais críticas desses locais).

O técnico de enfermagem Jairo de Souza, 41, contou como está sendo para ele, que já atua há mais de 20 anos na profissão, tomar a primeira dose da vacina contra a Covid-19. "É um momento de muita vitória, é uma conquista muito grande para nós, tanto da área de saúde como para a população que logo será imunizada também. Esse é um passo de muitas vitórias", disse.


Visivelmente emocionado, o enfermeiro Ericksson de Oliveira, 40, disse que receber a vacina é um grande alívio. "É uma situação de alívio muito grande. As medidas continuam, mas a gente está avançando. Tomar essa vacina me deixa muito feliz por conta da minha saúde, dos meus próximos, e também porque o meu serviço está sendo valorizado", comentou o enfermeiro.

Para a nutricionista Ana Haegler, 40, a logística e a preocupação com os profissionais foi um diferencial na campanha. "Eu me surpreendi com a logística e a preocupação de imunizar a gente. Realmente é um alívio porque eu não sabia se ia receber essas duas doses, apesar de ser nutricionista, estou sempre no CTI dando assistência aos pacientes", explicou.


em atualização (photo)


Link
Notícias Relacionadas »
Comentários »
Fale conosco!
Atendimento do Grupo Editorial Maricá
No que podemos ajudar? Envie sua mensagem, dica de pauta, crítica, sugestão ou denúncia...