MENU

11/02/2021 às 10h09min - Atualizada em 14/02/2021 às 03h02min

OPERAÇÃO MIRA QUADRILHAS QUE ATUAM NO TRÁFICO E EM MILÍCIAS INSTALADAS EM MARICÁ, NO RJ

Objetivo é cumprir 20 mandados de prisão temporária e 49 de busca e apreensão contra três quadrilhas que atuam em localidades da cidade. Operação é realizada nesta quinta-feira (11).

Por Anna Beatriz Lourenço, G1 — Maricá
AGÊNCIA O GLOBO

Uma operação realizada nesta quinta-feira (11) em Maricá, na Região Metropolitana do Rio, buscou cumprir 20 mandados de prisão temporária e 49 de busca e apreensão contra três quadrilhas que atuam em localidades da cidade com atividades de tráfico e milícia.

A operação terminou por volta das 11h desta quinta. Oito suspeitos foram presos, quatro deles por mandados de prisão e outros quatro por prisão em flagrante. Um adolescente foi apreendido.

De acordo com o delegado de Maricá, Julio Cesar Mulatinho, cerca de 100 pessoas foram abordadas durante a operação, mas não chegaram a ser encaminhadas para a delegacia.

A operação é realizada pelo Ministério Público do Estado do Rio de Janeiro (MPRJ), por meio do Grupo de Atuação Especial de Combate ao Crime Organizado (GAECO/MPRJ), em conjunto com a Polícia Civil.

As diligências ocorrem nas comunidades Risca Faca, Favela da Linha e no Minha Casa Minha Vida de Inoã. Além de armas, a polícia apreendeu também uma grande quantidade de drogas, que ainda está sendo contabilizada.

 

A investigação do MPRJ aponta que a narcomilícia é responsável por tráfico de drogas, furto de energia elétrica, sinal de TV, comércio de gás em botijão e por impedir as empresas concessionárias de serviço público de acessarem as regiões. A investigação também apurou que o grupo efetua diversos roubos na cidade de Maricá, especialmente na Rodovia RJ-106, que corta a cidade.

Os mandados de prisão e de busca e apreensão foram expedidos pela Vara Criminal de Maricá, atendendo à representação da 82ª Delegacia de Polícia (Maricá) e ao requerimento do GAECO/MPRJ.

O delegado Julio Cesar Mulatinho disse que as quadrilhas estão sendo investigadas há cerca de um ano e que, durante a operação, criminosos fugiram e atiraram contra a polícia.

"No final do ano, após levantar todos os locais e pessoas [envolvidas nos crime], a Polícia Civil, juntamente com o Ministério Público, expediu prisões e mandados de busca e apreensão para esses locais. Hoje, programamos essa operação que envolve toda a Polícia Civil de Niterói até Cabo Frio tendo sido empenhados 27 viaturas e 81 homens. Teve um tiroteio na fuga dos elementos, porque eles fogem dando tiro, mas não teve confronto", disse o delegado.

O promotor de Justiça Sérgio Pereira também falou sobre a operação.

“É importante ressaltar esse trabalho, porque é uma investigação muito bem feita, nós temos a necessidade de cessar a ousadia da criminalidade, que já estava começando a querer controlar a venda de gás, impedir as concessionária de serviço público de entrar nas comunidades, controlar sinal de TV a cabo que estava já começando a ter uma opressão maior contar os moradores da localidade, que começaram a reclamar muito muito desse sentido”, ressaltou o promotor.
 

* CONFIRA AQUI O VIDEO DA REPORTAGEM DE ANA BEATRIZ LOURENÇO NA INTER TV *

 


Link
Notícias Relacionadas »
Comentários »
Fale conosco!
Atendimento do Grupo Editorial Maricá
No que podemos ajudar? Envie sua mensagem, dica de pauta, crítica, sugestão ou denúncia...