MENU

12/02/2021 às 17h41min - Atualizada em 13/02/2021 às 22h41min

CANABIDIOL PODE AJUDAR A REDUZIR DANOS DE COVID-19 AO PULMÃO, DIZ ESTUDO

Pesquisa nos Estados Unidos revela que substância presente na maconha aumenta níveis de peptídeo conhecido por reduzir inflamações no organismo

Grupo Editorial Maricá - Exclusiva
REDAÇÃO GALILEU - AGÊNCIA O GLOBO
Canabidiol pode ajudar a reduzir danos de Covis-19 ao pulmão, diz estudo (Foto: Pixabay)
Cientistas da Universidade Augusta, nos Estados Unidos, descobriram em setembro que o canabidiol (CBD), presente na maconha, pode ajudar a reduzir os danos no pulmão causados pela Covid-19. Agora, em uma nova pesquisa publicada na última quinta-feira (15) no Journal of Cellular and Molecular Medicine, os estudiosos explicam que a substância permite um aumento nos níveis de um peptídeo natural chamado apelina, conhecido por reduzir inflamações.

A apelina é produzida por células de diversas partes do corpo: coração, 
pulmão, cérebro, tecido adiposo e sangue. Ela é uma importante reguladora da pressão arterial e da inflamação. Como explicam os pesquisadores, quando a pressão fica alta, os níveis de apelina aumentam para ajudar a baixá-la.
 

O peptídeo supostamente faz o mesmo para ajudar a normalizar os aumentos significativos na inflamação nos pulmões e as dificuldades respiratórias associadas à síndrome de dificuldade respiratória do adulto (SDRA). "Idealmente, com SDRA, [o nível de apelina] aumentaria em áreas dos pulmões onde é necessário melhorar o fluxo de sangue e oxigênio para compensar e proteger", explica Babak Baban, um dos estudiosos, em comunicado.

Entretanto, durante as observações realizadas pela equipe em roedores, isso não aconteceu — até os animais receberem canabidiol.  "O CBD quase trouxe [o nível do peptídeo] de volta ao normal", relata Jack Yu, coautor da investigação.

Segundo os pesquisadores, a apelina tem muito em comum com a enzima conversora de angiotensina 2 (ACE2), que tem papel crucial na infecção das células pelo novo coronavírus. Além de estarem presentes em muitos tipos de tecidos em comum, ambas trabalham juntas para controlar a pressão arterial.

O problema é que o Sars-CoV-2 diminui os níveis de ACE2, reduzindo também a quantidade de apelina no organismo. Os pesquisadores ainda não sabem bem como isso acontece, mas o achado os ajudou a compreender melhor como o CBD produz os efeitos benéficos observados nos camundongos. Agora, a equipe pretende continuar estudando o mecanismo em humanos para entender se o canabidiol realmente pode ser eficaz contra os estragos causados pelo novo coronavírus.

Link
Notícias Relacionadas »
Comentários »

NA SUA OPINIÃO, QUAL MAIOR NECESSIDADE PARA A NOSSA CIDADE?

5.9%
14.7%
5.6%
27.8%
8.2%
14.3%
23.5%
Fale conosco pelo Whatsapp
Atendimento do Editorial Maricá
Precisa de ajuda? fale conosco pelo Whatsapp, envie sua mensagem, seu recado, sua dica de pauta, sugestão ou denúncia......