MENU

17/02/2021 às 17h38min - Atualizada em 18/02/2021 às 15h40min

QUASE TRÊS TONELADAS DE PEIXES MORTOS SÃO RETIRADOS DE LAGOAS EM MARICÁ, NO RJ

Peixes mortos foram encontrados nas lagoas de Jacaroá e Caju e removidos por equipes da Prefeitura. Uma das razões seria a baixa oxigenação do sistema lagunar causada pela falta de chuvas, segundo o município.

Grupo Editorial Maricá - Exclusiva
AGÊNCIA O GLOBO - INTER TV - SECOM
Quase três toneladas de peixes mortos são retiradas de lagoas em Maricá, no RJ
Quase três toneladas de peixes mortos foram retiradas das lagoas de Jacaroá e Caju, em Maricá (RJ), até o início da tarde desta terça-feira (16). Ao todo, 40 servidores da Prefeitura trabalham na operação.

De acordo com a secretaria de Cidade Sustentável, uma das razões para a ocorrência da mortandade seria a baixa oxigenação do sistema lagunar causada pela falta de chuvas frequentes na cidade há mais de um mês.
 
Além disso, em períodos de alta temporada, a população da cidade aumenta significativamente e há, ainda, a procura maior pelos trechos à beira da lagoa neste período de carnaval, o que aumenta o despejo de dejetos nas águas, segundo a secretaria.

De acordo com a pasta, o Instituto Estadual do Ambiente (INEA) será acionado para apurar o que causou a mortandade de peixes no trecho próximo a Jacaroá.

"Historicamente, é comum no mês de fevereiro termos esse problema nas lagoas por causa destes fatores. Vamos acompanhar a avaliação que o INEA deve fazer através da coleta de amostras", explicou o subsecretário Guilherme Mota.
 
De acordo com o diretor de Conservação da autarquia Serviços de Obras de Maricá (Somar), Rodrigo Fagundes, a operação de limpeza das lagoas foi iniciada na tarde de segunda-feira (15).

"Nós soubemos e destacamos equipes para irem aos locais e fazerem a limpeza das lagoas. O nosso trabalho começou às 18h e foi mais ou menos até as 3 da manhã, mas não acabou, enquanto tiver mortandade, nós continuaremos a limpeza. Acreditamos que isso ocorreu por conta do período prolongado sem chuva", explicou Rodrigo, revelando que a espécie retirada das lagoas pelas equipes foi a Corvina.

Ainda de acordo com Rodrigo, a Somar enviou técnicos até o local do canal da Barra de Maricá para avaliar a real necessidade de abertura do canal. "Não é simplesmente abrir o canal, precisamos estudar para não causar o efeito reverso, que ao invés de trazer água do mar, vai ter o retorno e a lagoa vai secar mais ainda", completou.
 
CONFIRA A REPORTAGEM DE ANA BEATRIZ LOURENÇO NA INTER TV
Confira o Telejornal da INTER TV e da Globo Rio também em nosso portal da Maricá RJ Notícia que traz os assuntos que são destaque na Cidade e no Estado, e principalmente mexem com a rotina dos moradores do nosso interior do Rio.
 
OPINIÃO by Editorial Maricá - Após repercursão em rede social, reclamações de moradores dos bairros do Caju e Jacaroá principalmente, mencionando a mortandade de peixes nas lagoas, o que ocorre uma vez por ano e nada muda, nenhuma solução é direcionada por parte dos gestores em relação a este fenômeno especifico, oriundo da falta de oxigênação das águas, excesso do despejo de esgoto nas lagoas e super aquecimentos das àguas, e claro, a falta de chuvas que também contribuí, um conjunto de possíveis causas para este ocorrido, que mais uma vez, lamentavelmente não foi nada evitado, o que se vê cause todos os anos nesse período de verão. 

E a solução será apenas abrir o canal da Barra? Eis à questão!

Uma das razões seria a baixa oxigenação do sistema lagunar causada pela falta de chuvas, segundo o município.
 
*ATUALIZAÇÃO NEWS*
Segundo avaliações iniciais, a mortandade teria ocorrido por falta de oxigenação das águas da lagoa. A abertura, que é controlada, permite a entrada de água do mar e a saída de água da lagoa, uma troca que, em ocasiões anteriores, trouxe benefícios ao ambiente lagunar, com melhoria geral dos índices de controle. 
Link
Tags »
Notícias Relacionadas »
Comentários »

NA SUA OPINIÃO, QUAL MAIOR NECESSIDADE PARA A NOSSA CIDADE?

5.9%
14.7%
5.6%
27.9%
8.1%
14.2%
23.6%
Fale conosco pelo Whatsapp
Atendimento do Editorial Maricá
Precisa de ajuda? fale conosco pelo Whatsapp, envie sua mensagem, seu recado, sua dica de pauta, sugestão ou denúncia......