MENU

21/07/2022 às 22h38min - Atualizada em 23/07/2022 às 00h26min

PESCADOR ESTACIONA EM FRENTE AO BORRACHEIRO PARA CONSERTAR PNEU VAZIO E TEM SEU CARRO REBOCADO PELA SECTRAN DE MARICÁ

EXCLUSIVA OPINIÃO: Capacitação é uma exigência do Denatran para a cada três anos. Engenharia de tráfego e ética profissional são alguns dos temas abordados no curso dos agentes. Mais pelo visto ética e bom senso, é o que falta em alguns agentes da SecTran.

GRUPO EDITORIAL MARICÁ - Exclusiva
art. 5º, inciso XIV, o qual assegura o direito de acesso à informação, resguardado o sigilo da fonte, quando necessário ao exercício profissional
Uma covardia contra o trabalhador, ainda mais para quem precisa do carro para trabalhar, ontem o Sr.Luiz Carlos morador de Itaipuaçu relatou a situação lamentável do qual se encontra em um grupo de whatsapp, muito indignado por sinal e triste, e comenta que após estacionar seu veículo (Gol) em frente ao Borracheiro para consertar seu pneu vazio, aparentemente furado, com isso, em alguns momentos de distração dentro da loja, ele percebeu o Caminhão do reboque da SECTRAN rebocando seu veículo, sem saber o que fazer desabafou;
 

"Meu carro é esse aí, eu comprei com muito suor vendendo meu peixe para sustentar minha família, aí me vem a Prefeitura, e bota uns caras que não é adequada a trabalhar nesse sistema aí, a prender um carro que está estacionado, para por um pneu no carro, pneu vazio é brincadeira isso né, é certo isso aí" concluí o Pescador indignado com está situação.


Já alguns meses à população vem reclamando desta SECTRAN, são multas abusivas, cobranças do Maricá Rotavio de forma indevida, sem ao menos estar estacionado pelo período de 2h gratuitos, que após são exigidos à cobrança, mais mesmo assim são cobrados valores antes do período de duas horas. Fora cobranças de multas indevidas em locais, que são óbvios que não atrapalha o fluxo do trânsito, como por exemplo, parar em frente ao Banco Santander no Centro por alguns minutos atrás das barracas dos camêlos para que o cliente possa resolver algo de imediato nos caixas eletrônicos, coisa rápida e mesmo assim, alguns já relataram que receberam multas nesse local, inclusive denúncia de Jornalista sobre abuso desses agentes de trânsito.

A Prefeitura de Maricá precisa rever às condutas desses agentes da SecTran e rever esses conceitos do que se deve rebocar ou não, é lamentável a situação que esse pescador está enfrentando sem o seu carro, ainda mais que ele precisa do mesmo para poder trabalhar e vender o seu peixe, até o momento o seu caso está sem solução e ele não sabe o que fazer para poder recuperar seu veículo.

Esperamos que ele possa obter o seu veículo o quanto antes para poder voltar a trabalhar em paz!


Confira no vídeo a seguir o seu desabafo;


Link
Tags »
Notícias Relacionadas »
Comentários »
Fale conosco!
Atendimento do Grupo Editorial Maricá
Como podemos ajudar? Envie sua mensagem, dica de pauta, crítica, sugestão ou denúncia...