MENU

19/03/2021 às 20h14min - Atualizada em 21/03/2021 às 17h14min

PREFEITURA DE MARICÁ ASSINA CONTRATO PARA COMPRA DE 500 MIL DOSES DA VACINA SPUTINIK V CONTRA COVID-19

Com o compromisso firmado nesta sexta entre a Prefeitura e o governo russo, Maricá se torna a primeira cidade do Brasil a comprar imunizantes contra o coronavírus por conta própria, após a sanção do projeto de lei 534/2021 pela Presidência da República.

Editorial Maricá Exclusiva
SECOM - Assessoria de Comunicação de Imprensa

A Prefeitura de Maricá assinou nesta sexta-feira (19/03) um contrato que garante a aquisição de 500 mil doses da vacina contra Covid-19 Sputnik V, de fabricação russa. O anúncio foi feito pelo prefeito Fabiano Horta em suas redes sociais.

"Com imenso sentimento de esperança, anúncio que hoje (19) assinamos contrato com o Fundo Soberano Russo para aquisição de 500 mil doses de vacinas contra a Covid-19. Foi mais um importante passo na luta para vencer a pandemia. Com fé, coragem e trabalho vamos ganhar essa batalha", escreveu o prefeito.
 

Com o compromisso firmado nesta sexta entre a Prefeitura e o governo russo, Maricá se torna a primeira cidade do Brasil a comprar imunizantes contra o coronavírus por conta própria, após a sanção do projeto de lei 534/2021 pela Presidência da República.

Assinado no último dia 10 de março, o projeto 534 autoriza estados, municípios e entes privados a comprarem vacinas contra a Covid-19 que já possuam registro ou autorização temporária para utilização no Brasil.

Desenvolvida pelo laboratório Gamaleya, a vacina Sputnik V alcançou eficácia de 91,6%, segundo estudo publicado pela revista científica The Lancet. O estudo mostrou, ainda, que 21 dias depois da aplicação da primeira dose, o imunizante foi 100% eficaz na prevenção de casos graves e de mortes.


O marco legal que permitiu a compra é o projeto de lei 534/2021, aprovado no Congresso e sancionado na quarta-feira (10/03) pelo presidente da República. A lei permite a compra por estados, municípios e pelo setor privado de vacinas contra a Covid-19 com registro ou autorização temporária no Brasil. A participação de Maricá na compra foi viabilizada um dia após a sanção depois que o município se incorporou à articulação feita por governadores do Consórcio Nordeste.  

 

 

Tecnicamente, a vacina Sputnik V usa um método parecido com a da Astra Zeneca, que é a inserção de um pedaço do vírus Sars-CoV-2 em um chamado vetor viral (um adenovírus inofensivo), que é então injetado no corpo. Isso permite que o sistema imunológico reconheça a parte do coronavírus e então crie as defesas contra ele. A diferença entre a vacina russa e a da Astra Zeneca está no fato de que na russa cada uma das duas doses tem um adenovírus diferente, o que reduz a possibilidade de uma eventual resistência do organismo afetar a resposta imunológica.

 


Link
Tags »
Notícias Relacionadas »
Comentários »
Fale conosco!
Atendimento do Grupo Editorial Maricá
No que podemos ajudar? Envie sua mensagem, dica de pauta, crítica, sugestão ou denúncia...