MENU

11/05/2021 às 17h59min - Atualizada em 11/05/2021 às 17h59min

ANVISA ORIENTA SUSPENSÃO DE VACINA DA ASTRAZENECA (FIOCRUZ) PARA GRÁVIDAS

A Prefeitura de Maricá informa, através da Secretaria de Saúde, que Anvisa recomendou nesta segunda-feira (10/5, às 22:27h) a suspensão imediata do uso da vacina Covid da AstraZeneca/Fiocruz em mulheres gestantes. A orientação está em Nota Técnica (conforme publicação), ainda não recebida pelos municípios emitida pela Agência.

Grupo Editorial Maricá - Exclusiva
SECOM - Assessoria de Imprensa Maricá
A Prefeitura de Maricá informa, através da Secretaria de Saúde, que Anvisa recomendou nesta segunda-feira (10/5, às 22:27h) a suspensão imediata do uso da vacina Covid da AstraZeneca/Fiocruz em mulheres gestantes. A orientação está em Nota Técnica (conforme publicação), ainda não recebida pelos municípios emitida pela Agência.

Embora a vacina tenha sido aplicada em gestantes e puérperas, desde o início da segunda etapa da vacinação contra a Covid-19, por orientação do Ministério da Saúde, conforme Notas Técnicas 01/2021/DAPES/SAPS/MS, de 15 de março de 2021, que conclui que, em tempos de pandemia a vacina deve ser oferecida às gestantes, a orientação atual da Anvisa é que a indicação da bula da vacina AstraZeneca / Fiocruz seja seguida pelo Programa Nacional de Imunização (PNI). A orientação é resultado do monitoramento de eventos adversos feito de forma constante sobre as vacinas Covid em uso no país.

De acordo com a subsecretária de Saúde de Maricá, Solange Oliveira, essa é uma medida preventiva até que se façam estudos sobre as possíveis complicações, uma vez que não há comprovação entre a relação dos casos de complicações e a administração da vacina, somente hipóteses a serem confirmadas com investigação e estudos.

"Os casos de complicações que, até aqui, foram investigados, no mundo, tinham outros fatores de risco prévios para as complicações apresentadas, independentemente de terem sido vacinados", ressalta.

A Secretaria Municipal de Saúde de Maricá estará pronta para receber e acompanhar qualquer efeito adverso e esses devem ser informados à Unidade de Saúde da Família (USF) de referência. Alguns efeitos leves, como dor no local da aplicação, febre baixa e mialgia, podem ocorrer com o uso de qualquer vacina, mas devem ser comunicados à unidade de saúde de referência do seu território.

O uso "off label" de vacinas, ou seja, em situações não previstas na bula, só deve ser feito mediante avaliação individual por um profissional de saúde que considere os riscos e benefícios da vacina para a paciente. A bula atual da vacina contra Covid da AstraZeneca não recomenda o uso da vacina sem orientação médica.

Link
Tags »
Notícias Relacionadas »
Comentários »
Fale conosco!
Atendimento do Grupo Editorial Maricá
No que podemos ajudar? Envie sua mensagem, dica de pauta, crítica, sugestão ou denúncia...