MENU

23/11/2021 às 21h41min - Atualizada em 24/11/2021 às 00h00min

CONSELHO DE ÉTICA ARQUIVA PROCESSO CONTRA RICARDO BARROS

Parlamentar respondia por supostas irregularidades nas negociações para aquisição da vacina indiana Covaxin contra a covid-19 após denúncia na CPI da Pandemia no Senado.

GRUPO EDITORIAL MARICÁ - Assessoria de Imprensa
AGÊNCIA BRASIL

O Conselho de Ética da Câmara arquivou nesta terça-feira (23), por 13 votos a seis, o processo de quebra de decoro contra o líder do governo, deputado Ricardo Barros (PP-PR). O parlamentar respondia por supostas irregularidades nas negociações para aquisição da vacina indiana Covaxin contra a Covid-19 após denúncia do deputado Luis Miranda (DEM-DF), na CPI da Pandemia no Senado. 

 

Segundo as acusações de Luis Miranda na comissão, o presidente Jair Bolsonaro teria citado o nome de Barros como um provável envolvido no esquema. Na ocasião, após ter afirmado que denunciou o esquema para o presidente Jair Bolsonaro, Miranda disse ter ouvido de Bolsonaro que Barros queria fazer "rolo" no Ministério da Saúde.

 

O deputado Ricardo Barros argumentou que não existem provas de seu envolvimento nessas negociações e classificou a denúncia de "manobra política" para prejudicar o governo Bolsonaro. Segundo ele, apesar de quebras de sigilo, nenhuma irregularidade foi encontrada.

 

“Fizeram todo tipo de investigação, quebraram o meu sigilo, o das minhas empresas, fizeram um esforço enorme para comprovar o meu envolvimento e não encontraram nenhum indício de materialidade”, disse.




Fonte: Assessoria de Imprensa - Agência Brasil
Link
Tags »
Notícias Relacionadas »
Comentários »

O que você acha? CANCELA O CARNAVAL EM 2022? Na sua opinião, outros prefeitos deveriam fazer o mesmo?

26.2%
22.3%
14.4%
37.2%
Fale conosco!
Atendimento do Grupo Editorial Maricá
No que podemos ajudar? Envie sua mensagem, dica de pauta, crítica, sugestão ou denúncia...