MENU

10/11/2020 às 23h52min - Atualizada em 11/11/2020 às 02h59min

IMPUNIDADE MARCA ASSASSINATOS DE POLÍTICOS NO RIO; FORAM 23 DESDE 2018

Um dos casos em que a investigação segue aberta é o do homicídio do Jornalista Robson Giorno, que era pré-candidato a Prefeito em Maricá em 2020, na cidade de Maricá.

by Editorial Maricá - Exclusiva
Fonte: Agência O GLOBO by Rafael Soares

Exclusiva by Editorial Maricá

RIO — A impunidade é uma marca dos assassinatos de políticos no Rio. Desde 2018, 23 políticos foram mortos no estado, segundo levantamento do Grupo de Investigação Eleitoral (Giel) da Universidade Federal do Estado do Rio de Janeiro (UniRio). Em 14 casos, os inquéritos não foram concluídos e a autoria dos crimes permanece indeterminada, embora a principal linha de investigação da polícia aponte para a participação de milícias em um terço das mortes. Até hoje, no entanto, ninguém foi condenado, é o que revela a segunda reportagem da série “A política silenciada”, que conta histórias de locais onde a democracia é ameaça pela violência.

 

Política silenciada: Um político morre a cada semana no Brasil.

#EXCLUSIVO #EditorialMaricá - Um dos casos em que a investigação segue aberta é o do homicídio do Jornalista Robson Giorno que era dono do JORNAL O MARICÁ, além de ser pré-candidato a PREFEITO de Maricá em 2020, na Região Metropolitana do Rio, executado com SEIS tiros numa emboscada em maio de 2019 em frente a sua residência no bairro do Boqueirão. Apesar de a polícia ter indícios de que o crime foi cometido pela milícia local, ninguém ainda responde pelo homicídio.

(Leia a íntegra da reportagem exclusiva para assinantes)  Jornal O Globo

#CORRIGIDA #REEDITADO #EDITORIALMARICA #MATÉRIA #AGÊNCIA #OGLOBO


Link
Tags »
Notícias Relacionadas »
Comentários »
Fale conosco!
Atendimento do Grupo Editorial Maricá
No que podemos ajudar? Envie sua mensagem, dica de pauta, crítica, sugestão ou denúncia...